• Grupo Prever Sul

SETEMBRO AMARELO: FALAR É A MELHOR SOLUÇÃO

Fique atento a frases como “Vou desaparecer”, “Vou deixar vocês em paz”, “Eu queria poder dormir e nunca mais acordar”, “Eu não aguento mais”, “Eu queria sumir”. Elas podem indicar que o desejo pela vida está prejudicado.

Instituído em 2015 pelo Centro de Valorização da Vida (CVV), o Setembro Amarelo tem o objetivo de conscientizar a sociedade trazendo à tona a temática do suicídio e evidenciando a importância da prevenção, já que, de acordo com o CVV, o suicídio é evitável se forem identificados e tratados os primeiros sinais.


O suicídio é um fenômeno que pode afetar pessoas de diferentes classes sociais, etnias, culturas, idades, sexo e origens. Segundo o Ministério da Saúde, a cada 45 minutos 1 pessoa comete suicídio no Brasil e outras 3 tentam tirar a própria vida, sendo considerado um problema de saúde pública.



| Fatores


Os fatores que levam ao suicídio são diversos e podem ser resultantes de deficiências na saúde física ou mental como a depressão, doenças crônicas graves e dolorosas, alcoolismo, esquizofrenia, pessoas que vivem sozinhas, perdas de entes queridos, agressões psicológicas ou físicas ou situações pontuais que podem ser traumáticas como a perda de emprego e crises financeiras.



| Sintomas


Além das frases acima, que podem representar uma ideação suicida, sintomas como tristeza excessiva, isolamento, alteração repentina no comportamento, euforia excessiva, falar de assuntos pendentes, demonstrar calma ou despreocupação após um período de grande tristeza, falar sobre suicídio, esgotamento emocional, entre outros também podem indicar tendências suicidas.



| Grupos de risco


De acordo com dados de pesquisa feita pela Universidade Federal de São Paulo, a taxa de suicídios no Brasil entre adolescentes aumentou 24% nos últimos anos. Outro estudo realizado pela Revista Brasileira de Psiquiatria indica que o suicídio pode ser até três vezes maior entre jovens do sexo masculino. Também destaca-se que pessoas enlutadas por suicidas, tem 10% a mais de chances de dar fim à sua vida, pois acabam considerando o suicídio uma saída viável para sua dor.



É importante lembrar que a pessoa que apresenta o perfil suicida passa por um sofrimento intenso em que o desejo é acabar com a dor que está sendo vivida. Este fator faz com que, aparentemente, a única solução seja tirar a vida.


A prevenção é a principal maneira de evitar essas ocorrências, procurando auxílio especializado por meio de psicólogos e psiquiatras. É importante não banalizar o sofrimento alheio, ouvir o que as pessoas têm a dizer sem julgamentos ou interrupções, não fazer comparações com outras situações de sofrimentos ou dor, acolher sinceramente com ternura sem oferecer soluções prontas para a angústia que a pessoa está vivendo.

| A solução é falar sobre isso!


O CVV realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo por telefone, email e chat 24 horas todos os dias. Basta ligar para 188 ou acessar www.cvv.org.br.


Além do CVV, a ONG Decida Viver atua a prevenção e pósvenção ao suicídio, bem como apoio aos familiares que se encontram enlutados por acidente auto provocado.

0 visualização

Com excelência e tradição, o Grupo Angelus é referência em assistência familiar e funeral em Porto Alegre e Região Metropolitana. Sua missão é proporcionar um estilo de vida mais inteligente, através de assistências e benefícios, com economia e conveniência ao longo de todo o ciclo da vida.

Angelus Assistência Funeral Familiar LTDA 

CNPJ: 09.088.053/0001-80

Central de Relacionamento
  • Grey Facebook Ícone
  • Grey Instagram Ícone
  • Cinza ícone do YouTube
logo_horizontal_grupo_angelus-02.png
Uma empresa: